Panorama Social

A maioria dos nossos pensamentos são inconscientes, os conceitos abstratos são metafóricos, e os fundamentos do pensamento são desenvolvidos a partir de vivências corporais acumuladas ao longo da vida.

É sobre este modelo simples da cognição humana que se baseia o Panorama Social.

Ao longo do nosso desenvolvimento de recém-nascido até adulto, aprendemos a diferença entre “dentro” e “fora”, “aqui” e “ali”, “eu” e “não-eu”. Também aprendemos que os outros seres humanos são quentes ao toque, que com a luz conseguimos ver coisas que na obscuridade são apenas entrevistas, e que a proximidade física é, geralmente, reservada para o nosso circulo mais intimo.

Essas experiências são, em grande parte, partilhadas por todos os seres humanos. Essa experiência partilhada permite-nos ter uma linguagem comum e torna universal a forma como representamos mentalmente os nossos relacionamentos. “Eramos muito próximos, mas nos últimos anos afastamo-nos” é uma frase que é facilmente entendida como podendo referir-se a conteúdo de natureza emocional e não necessariamente geográfico.

No Panorama Social partimos da pressuposição de que as Personificações que fazemos são partes de nós.

As Personificações são armazenadas na memória, no tecido nervoso, de quem tem essa memória. São propriedade da pessoa em cujo cérebro estão representadas. Aquilo que conhecemos de alguém, as personificações de outras pessoas que armazenamos na nossa memória, são parte de nós.

A minha autoimagem ou a Personificação que fiz de mim tem fatores que eu reconheço:

  1. Localização – eu estou aqui, os outros estão ali;
  2. Habilidades – eu posso fazer coisas, falar, mover-me, pensar;
  3. Interesses e motivações;
  4. Sentimentos;
  5. Autoconsciência – o conhecimento de quem sou no meio dos outros;
  6. Perspetiva – eu vejo as coisas da minha maneira;
  7. Conexão espiritual – estou conectado com o Todo;
  8. Percetividade -a minha perceção de que posso ser visto, ouvido e sentido;
  9. Nome – sei como me chamo.

Esses fatores da autoimagem são partilhados pelas imagens mentais que criamos das pessoas que conhecemos.

Nesta Introdução ao Panorama Social irão ser abordados os fatores de personificação que regulam a minha relação comigo e com o meu circulo social. É um curso no qual terá oportunidade de experienciar vivencialmente as modificações nas suas relações ao modificar a representação mental que tem delas.

Para mais informações sobre o próximo curso, ou para sessões de coaching e desenvolvimento pessoal utilizando o Panorama Social, entre em contacto.

Lukas Derks fala brevemente sobre a forma como desenvolveu o Panorama Social:

E pode ver aqui o canal de utube de Lucas Derks.