Academia – Neurociência e Biologia Molecular

“We cannot help interpreting Nature as an organisation of parts-within-parts, because all living matter and all stable inorganic systems have a part-within-part architecture, which lends them articulation, coherence, and stability; and where the structure is not inherent or discernible, the mind provides it by projecting butterflies into the ink-blot and camels into the clouds.” 
― Arthur Koestler, The Ghost in the Machine

A medicina é uma atividade, por natureza, integrativa. Um médico, no decurso da sua vida profissional, é chamado a interagir com um ser humano e, qual Sherlock Holmes, a seguir uma serie de pistas a que chamamos sintomas até desvendar a causa provável da doença.

Seguidamente, o médico terá de compreender e integrar a informação quimica, bioquimica e molecular dos medicamentos desenvolvidos e comercializados pelas empresas farmacêuticas, para selecionar, entre várias possibilidades, o mais adequado.

Profissionais de saúde com uma cultura cientifica sólida são, cada vez mais, um imperativo. No sentido de contribuir para a criação da classe médica com as competências de que necessitam para enfrentar os desafios do futuro leciono no Mestrado Integrado em Medicina (MiMED) da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, na cadeira optativa de Métodos Moleculares na Medicina Personalizada, o tópico de Ómicas e Biomarcadores.

Como é que escolhemos um champô? E um carro? E um namorado? Que variáveis consideramos nessas escolhas? E a emoção joga que papel? E a racionalidade? Este módulo, de aproximadamente 11h, leva os alunos num percurso de conhecimento dos diferentes tipos de mecanismos cognitivos, e bases neuronais, que utilizamos no nosso dia-a-dia para a decisão e escolha. Estas são algumas das questões abordadas na cadeira de Plasticidade Neuronial e Cognição do Programa de Doutoramento em Neurociências e no Mestrado em Neurobiologia da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto .

No Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto também fui desafiada a lecionar uma cadeira não-curricular de iniciação à biologia molecular para os alunos de Doutoramento em Saúde Pública Global.